@

« a terceira onda | Main | gmail na banheira »

Comments

MissMoura

Olá, Rafael. Muito bom o texto e de grande relevância para o momento.
Creio que a TV continue a existir nos moldes em que a conhecemos hoje, com algumas inovações, claro, mas continuará sendo um canal de comunicação com um único emissor e as pessoas gostarão disso.
Por quê? Parece um pensamento retrógrado, não? Mas eu explico: a internet nos demanda muito mais atenção, dá brechas para a dispersão o tempo todo, iniciamos tarefas e não as terminamos, perdemos a noção de tempo e nosso cérebro deve piscar de todas as cores nesse momento. Chega uma hora em que interagir se torna uma tarefa exaustiva (digo isso pq sou uma heavy user). Enquanto, a TV será a opção de relaxar, assistir conteúdo pronto, pré-empacotado, e será uma ótima opção de se esparramar no sofá e esquecer dos cliques.
Concordo com o que já acontece (faço muito, inclusive), assistir TV e navegar ao mesmo tempo, mas creio que essa será a saída da TV enquanto computador e televisão não se tornam um aparelho só.

Laura Barreto

Rafael,
Sou sua fã, e como tal não podia deixar passar um comentário.
Imagino que talvez tenha sido intencional, mas, espectador seria com "s", enquanto expectador é aquele que tem expectativa. Portanto, sei que os dois cabem na matéria, de qualquer forma, acho que vale a lembrança. Abraços.

The comments to this entry are closed.