@

« mário, o publicitário | Main | da internet para o canal físico »

Comments

Jones Bergh

Mister Payão, ótimo texto e boa linha de raciocínio.
Entretanto acho que isto já está mais do que batido, mesmo sabendo que ainda tem agências e clientes que não se "tocaram" do poder e segmentação que a web proporciona.

O que me parece que cai muito bem o teu raciocínio é para as "novíssimas" mídias. Digo, aquelas novas experiências na própria web ! Tipo: Second Life !
Isto é, vale um banco de renome marcar presença neste universo 3D ??
E Second Life é somente um dos casos...

Abração.

The comments to this entry are closed.